Orquídea Phalaenopsis branca

Historia de uma orquídea norueguesa

Ola! Hoje quero falar sobre a minha orquídea, eu não sou uma esperta no assunto, apesar de ter ótimo jeito para plantas no geral. Mas com as orquídeas é diferente, eu nunca tive muita sorte com elas.

Seis meses atrás, comprei uma orquídea Phalaenopsis no supermercado perto de casa (Rema 1000). Se me lembro bem, eu paguei 100 Kr.
No momento eu tenho somente uma, mas pretendo comprar outras mais pra frente.

As orquídeas são consideradas uma das plantas mais evoluídas do mundo por se adaptarem a diversos habitats, e essa é a caraterística que mais gosto nela por ser parecida comigo kkk. Mas para cuidar delas corretamente é preciso saber de algumas coisas essenciais; saber como regar, quantidade de luz, o tipo melhor de vaso, fertilizante e muitas outras coisas.

É a primeira vez que você chegou aqui no blog? Então sugiro que você leia mais sobre mim aqui.

Continue lendo para saber como eu faço para cuidar da minha orquídea aqui na Noruega.

Nova folha crescendo

Como eu cuido

Água

Eu costumo regar por imersão em um balde ou pia. Mergulho as raízes (sem tirar a planta do vaso) até a água chegar ao topo do substrato e conto 30 segundos, depois retiro e deixo ecorrer toda água por uma meia ora.

Esse é o melhor método que encontrei para umedecer o substrato sem prejudicar a planta com excesso de água. Lembrando que no momento eu tenho somente uma orquídea e o risco de contaminação através da água é zero. Mas se você tiver outras orquídeas eu aconselho você a trocar a água entre uma imersão e outra.

Uma outra coisa que aprendi é que não é aconselhável molhar as flores e os botões florais das orquídeas, isso pelo motivo que o excesso de água pode causar fungos.

Importante: não deixe acumular água nas axilas e no miolo central das folhas, caso contrário, as folhas vão apodrecer, secar e morrer.

Eu evito isso levantando delicadamente as folhas durante a imersão.
Se acontecer de molhar, enxugo imediatamente com ajuda de um pano seco e limpo. Eu sei que nas axilas é um pouco mais difícil de secar, mas eu uso o cotonete e funciona muito bem.

Primeiro segredo: somente as raízes e substrato devem ser regados.

Frequência

A cada 10 dias no verão e a cada 15/20 dias no inverno ( noruegues), com água da torneira a temperatura ambiente e sem hora marcada.

Nos dias muito quentes e secos ( aqui quase não existe ), eu dou duas borrifadas de água, para aliviar a seca entre uma rega e outra. Mas tome cuidado para não encharcar ou molhar a junção das folhas.

Luz

Escolhi um local aqui no apartamento perto da janela da sala, a planta tem muita luz porém ela não fica exposta diretamente ao sol. Como a maioria das casas aqui no Norte Europa, nós também não colocamos cortinas nas janelas.

Segundo segredo: evite exposição direta a luz solar!

Ela fica do lado da janela. O sol aqui é bem fraco e dura poco.

Aquela do lato não é nossa, ela chegou dois dias atrás para ser tratada por mim e depois eu vou devolver. Mas pra frente vou fazer fotos sobre ela para mostrar para você os resultados.

Vaso

Estou usando o clássico vaso transparente para orquídea que veio junto com a planta quando comprei. Eu li que para a planta é muito melhor um vaso transparente, isso por que o vaso de plástico retem mais umidade e facilita o controle de umidade.

A gente sempre pensa na estética, não é mesmo? Mas neste caso é preferível pensar no que é melhor para a planta e não no vaso mais bonitinho. E nada de usar prato no fundo do vaso para colocar água! Isso só gera acumulação de umidade, podendo causar a morte da planta.

Terceiro segredo: a Phalaenopsis gosta muito da umidade e faz fotossíntese pelas raízes, então o melhor vaso para ela é o vaso transparente.

Fertilizante

Fertilizante químico liquido para orquídea

Estou usando um fertilizante químico liquido para orquídea que comprei na loja para flores (Mester Grønn). Faço a diluição do fertilizante em água e aplico o produto no substrato e raízes. Serve muito poco fertilizante para a planta.

Frequência

Um dia após a rega por imersão. Esse é o dia melhor, por que o substrato está bem úmido mas não excessivamente molhado. Pra fazer isso, uso um pulverizador de plástico e dou apenas duas borrifadas.

Borrifador de plastico

 

Você também pode matar uma orquídea Phalaenopsis por excesso de fertilizante, portanto fique muito atenta com a quantidade e a frequência.

Dosagem

Eu segui às instruções de uso do produto.

Poda

Canela em pó é ótimo bactericida para orquídea.

No fim de agosto as flores começaram a cair, então resolvi cortar uma haste do seguinte modo:

Marquei dois dedos a cima do nó da primeira floração e cortei com uma tesoura afiada e esterilizada que eu tinha em casa. Em seguida, passei um pouco de canela em pó no corte.
A canela é um ótimo bactericida contra fungos impedindo que o gambo seque.

3 hastes. A da esquerda é nova e as outras duas são velhas.

Por que não cortei rente as folhas?

Porque se você cortar rente as folhas, só depois de um ano mais o menos, vai nascer uma haste nova. A Phalaenopsis pode florir mais de uma vez por ano se cortamos acima do terceiro nó, mais eu particularmente não acho uma boa ideia corta tanto assim.

Eu acho que todos os nós têm as mesmas possibilidades dos primeiros nós de criar ramos, por que desperdiçar essas possibilidades, não é mesmo!

Depois que cortei as duas hastes delas, uma após a outra. A planta decidiu:

  • Manter uma haste floral ativa com o nascimento de um ramo para uma nova floração.
  • Para a outra haste ela decidiu não emitir ramo, mas acredito que sua missão não seja terminada pois a haste ainda não secou.
  • Nesse meio tempo ele decidiu também que deveria fazer nascer uma nova haste, e foi isso que aconteceu.

Resumo, a minha planta tem 3 hastes ao momento, duas são velhas e uma nova.

Vantagem: você tera uma outra possibilidade de floração num tempo mais curto.
Desvantagem: esse tipo de corte não garanti uma nova floração com uma quantidade flores menor e mais pequenas.

Replantio

No final de agosto eu tive que fazer a troca do substrato porque estava podre e com parasitas 🙁
Quando eu fiz a troca ela estava sem flores.

Orquídea com raiz podre e substrato velho.

Agora em novembro fiz também a troca do substrato da nova orquídea.

Replantio de uma orquídea em tratamento

Como eu fiz

Remove a planta do vaso antigo, limpei e fiz a remoção das raízes mortas removendo todo substrato velho. lavei o vaso, coloquei ela dentro e completei com substrato novo.

Resultados!

Obtive ótimos resultados positivos até agora com la minha Phalaenopsis, usando somente essas dicas descritas acima. Continuo pesquisando muito, mas no momento estou muito satisfeita com os resultados:

Minha orquídea está linda, cheia de brotos, folhas, flores e muito saudável.
Tem raízes e folhas novas brotando e as folhas velhas estão sempre verdes. Faz 6 meses que tenho ela e estou muito contente. Eu pretendo comprar outras mais pra frente, mas antes quero esperar um pouco mais para ver se aprendi tudo direitinho 🙂

Orquídea Phalaenopsis

Pois é, eu pesquisei bastante nesses últimos meses e aprendi que:

Os meus materiais
  • Regar a cada 10 dias/15/20 dias por método de imersão.
  • Não expor a planta a luz solar diretamente.
  • O melhor local é perto de uma janela.
  • Dar preferência por um vaso transparente de plástico.
  • Não deixar a planta em lugares com muito vento ou corrente de ar.
  • Atenção com o excesso de calor ou frio.
  • Esterilizar tesouras para podar.
  • Usar canela como bactericida para o corte.
  • Não usar prato no fundo do vaso.
  • Enxugar as folhas e axilas depois da rega.
  • Não coloque as mão nas raízes, folhas e brotos quando estiverem nascendo (dica da minha amiga Diana)
  • Controlar diariamente a planta.

Espero que essas dicas te possam ajudar a cuidar melhor da sua orquídea. Muito obrigada por sua visita e pela leitura, e até a próxima postagem!

Você gostou do post e quer compartilhar outros segredinhos comigo? Então fique à vontade por que você está no lugar certo! Deixe o seu comentário aqui em baixo.

Facebook Comments

Deixe aqui seu comentário