Timberland
Timberland

Se já é difícil passar por perrengues no Brasil, quem dirá morando no exterior,
não é mesmo!

É Tudo muito desafiador quando temos que aprender uma nova língua, inserir em uma nova cultura ou simplesmente acostumar-se ao novo clima.
Diversas são as dificuldades enfrentadas por quem mora e trabalha num país estrangeiro. Algumas dessas experiências podem ser frustrantes e outras às vezes engraçadas. A história de hoje é do tipo frustante-engraçada kkk

Você poderá gostar também de:

O que fazer em Nydri-Grécia | Por Fernanda Gomes

Senta que lá vem a história

Pra começar, eu quero dizer que sou o tipo de mulher que sofrem na hora de escolher sapatos, pois de norma na hora de escolher sou muito chatinha. Passo horas experimentado, olhando, pesquisando e na maioria das vezes saio da loja sem comprar nada.
O problema é que ao experimentar o sapato dentro da loja, é difícil saber se o calçado trará desconforto com o uso, afinal, são apenas alguns minutos para avaliar.
Mas dessa vez fui obrigada a comprar sem ter certeza do que eu queria exatamente. Estava para sair da loja sem comprar nada, quando eu vi uma sandália (aparentemente em promoção) e quis comprar.
Paguei e fui embora sem compra a bota invernal que eu queria e com uma sandália de verão (estamos no frio aqui, e no verão nem faz tanto calor assim) na mão.
Mais tarde no metro olhei o recibo e vi que a sandália custava um ABSURDO, praticamente quase 1.290 kr, o que é quase 130 euros (na minha cabeça era 12 euros e alguns quebrados e não 129 euros)!!!

Ativando minha cara de pau no exterior

Voltei na loja com a cara de pau e pedi o dinheiro de volta, mais não foi possível, o negócio era escolher um outro sapato.
Ai, fui obrigada escolher essa botinha TIMBERLAND (era o único modelo mais bonitinho da loja) para o inverno, afinal era por isso que eu tinha ido até lá para fazer shopping.
Depois fiquei sabendo que não tinha o meu número (número 39 europeu, eu precisava do 39 ½ para usar com meias de lã) e tive que andar na outra filial para trocar. Ai teve o perrengue para encontrar a outra loja no centro e fiquei pedindo informação pra todo mundo que passava.
Mas foi bom, porque fui obrigada a usar o meu norueguês kkk
Quando cheguei lá, deu o maior perrengue por eles não tinham o número e tive que insistir.
Depois de muito blá blá blá, a moça procurou o número, achou e me trouxe um par de botas para experimentar.
Comprei, mas na hora de pagar tive que colocar mais dinheiro, aproximadamente 700 kr a mais.

Conclusão

Sai muito nervosa da loja, porque a minha intenção era gastar somente 1000 kr e não 2000 kr.
Ok, eu tinha o dinheiro para pagar, mas como era período de promoção, eu desejava economizar, o que não foi possível.
Tudo porque eu olhei mal o preço!!!
Ainda não me acostumei com essa ideia de KRONER invés de euros.

E você, já passou algum perrengue morando fora do Brasil?

E qual foi a experiência mais frustrante ou engraçada que você teve?

Me conta aí nos comentários que eu vou adorar saber!

Até o próximo post!!!
Xoxo

Facebook Comments

Deixe aqui seu comentário