Duomo

Esse é o terceiro post da série: Roteiro de Milão. Como prometido voltei com mais um post.
Hoje vamos começar pelo o símbolo da cidade, o Duomo de Milão.

A Catedral de Milão é majestosa, rica de detalhes e curiosidades, mas também é meta obrigatória do turista bem informado. Sua construção começou em 1386 e demorou mais de 400 anos para ser terminada totalmente.

Depois de São Pedro no Vaticano, ela é considerada a terceira maior igreja do mundo. Geralmente o turista para na frente da fachada para admirar a grandeza do estilo gótico e os detalhes do mármore branco de Condoglia.
É o mais bonito dos monumentos da admirar na cidade!

Curiosidade: Nossa Senhora de Aparecida em São Paulo é considerada a maior igreja da América do Sul e décima sétima igreja maior do mundo.

Agora vamos falar do interno da Catedral: os vitrais. São mais de 50 vitrais, eles vão do século 13 ao século 20 e contam as muitas histórias da bíblia, como por exemplo: Novo e velho testamento, a batalha entre o Arcanjo Miguel e o diabo, imagens de santos, visão do Apocalipse e muitos outros. Dava para fazer um post só sobre isso.

Mas não para por aí, é possível observar também: órgãos, a cripta de São Carlos, os restos romanos nos subterrâneos e a magnética estátua de São Bartolomeu apóstolo.

Leia também:

Roteiro de Milão | com experiência de quem morou por 12 anos
Roteiro de Milão | checklist de pré viagem

 

Madonina de Milão

Vista panorâmica da Praça do Duomo em Milão/Madonina de Milão

Uma vista de tirar o fôlego!
O Duomo também tem um terraço, que muita gente não sabe, aonde você pode ver os picos mais altos da cidade.

Para subir no telhado do Duomo a pé você vai precisar de aproximadamente uma hora, mais também tem o elevador! Se for subir de escada, não se esqueça de usar um sapato confortável. Lá em cima você encontrará uma galeria de esculturas a céu aberto e poderá admirar os detalhes dessas maravilhas.

Não se esqueça que você estará perto da famosa Madonina dourada, protetora de Milão.

Normalmente a entrada na igreja é grátis (tem sempre muitas mudanças em relação a isso, aconselho pesquisar no sito antes), mas se quiser visitar o teto, tem que pagar . Porém, se o dia estiver límpido e com um pouco de sol vale a pena dar uma subida no teto da igreja para admirar uma super vista, do centro da cidade.

“Não regata, não shorts !”

Essa é a frase que a polícia da Catedral recita várias vezes, na porta da igreja.

Já vi muitos turísticas com expressões de decepção quando vêm a saber que eles não podem entrar na Catedral, porque a roupa não é adequada para entrar.

A polícia controla bolsas, mochilas e pedem para esvaziar bolsos. É extremamente proibido entrar com malas, trolley, objetos cortantes e garrafas.
Em relação a fotografias eu acho que não tem nenhum problema, porém eu aconselho a fazer sem fresh. Eu fiz várias no interno da Catedral.

Conselho: para entrar tem sempre muita fila, então se você chegar no verão, não se esqueça de trazer uma água fresca, guarda chuva, boné, protetor solar, óculos de sol e uma blusinha ou pashmina para se cobrir.

Preço, horário e ticket

Os preços dos tickets variam: inteiro, reduzido, acumulativo, Batistério de San Giovanni, terraço, museu e igreja de San Gottardo.

Para mais informações: Site e regulamento

Altura: 108,5 metros

Dica: uma coisa legal para você levar de lembrança para casa é uma foto feita com os pombos da praça Duomo. Para fazer essa foto você vai precisar do milho vendido por pessoas ali, que coloca na sua mão para a ave ir até você.

A história do Duomo é de séculos e séculos tornando-se muito extensa. Por esse motivo vou fazer um outro post falando exclusivamente sobre O Duomo de Milão aqui no blog. O diferencial do post será lendas e mitos que ficaram um pouco perdidos na memória das pessoas.

Antes que eu esqueça, quero dizer que vai ter um resumão em tópicos no ultimo post.

 

Se você gostou da página não se esqueça de adicioná-la aos favoritos!

 

Você esta gostando do post? Então não perca os meus próximos posts sobre:

  • Palazzo Lombardia
  • Il Pirellone
  • Torre Breda
  • Torre Branca
  • Centro Suíço
  • Torre Velasca

Hoje acabou pessoal, mas semana que vem tem mais dicas. Obrigada!

Ah, não se esqueça de interagir comigo nas redes sociais e deixar seu comentário sobre o post:)

Quer se manter atualizado com meus artigos e receber conteúdos EXCLUSIVOS? Assine minha newsletter, colocando seu nome e email abaixo !

 

Inscreva-se na minha newsletter para receber os novos post!

 

Também me siga no Facebook

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *