A real sobre maternidade na Itália

Hoje vou falar sobre a maternidade e te contar a real do que acontece ali na Itália.

Na Itália, as mulheres que optam por ser mães são cada vez menos. Isto devido às políticas retrógradas que impedem as mulheres que desejam ter filhos de realizar seus sonhos. Parece um país contra a maternidade 🙁

Empresas

Muitas empresas pensam que as mulheres usam a maternidade como uma desculpa para ficar em casa paga por eles. Na Itália, as mulheres fazem a maior parte do trabalho doméstico, mas ao contrário do Brasil, os homens ajudam muito mais, com as compras, crianças e a casa.

Auxílio natalidade

A sociedade italiana mudou muito nos últimos anos, antes tinham espaço para a família, hoje esse espaço è ocupado do egoísmo, taxas e aparência.
Para remediar esta situação, o governo confia os nascimentos de crianças a estrangeiros que chegam do continente Africano e são considerados pela lei ”refugiados de guerra”.
Eles recebem, casa, alimentos, cuidados médicos, escola, tudo o que è necessario para começar de novo.
E muitos reclamam dizendo che: aqui a comida è ruim, che não tem internet, que o hotel não tem piscina e que o povo italiano è racista e mafioso.

Leia também: O estilo italiano de comer e beber

Fuga

Muitos casais estão indo embora da Itália, procurando um lugar melhor para ter sua própria família e seus filhos. Esse foi um dos motivos do porquê escolhemos ir embora para um país com melhores condições de trabalho e qualidade de vida.

Gosto muito desse país mas ainda mais dessa frase: ” O seu direito termina onde começa o meu ”, mas nem todo mundo entende isso!
Essa è a realidade na Itália, infelizmente 🙁

 

Isso è o que eu penso sobre maternidade na Itália, e você tem algo a acrescentar?

Não se esqueça de interagir comigo nas redes sociais e deixar seu comentário aqui no post.

Obrigada!
Xoxo

Facebook Comments

Deixe aqui seu comentário